Campanha de Popularização do Teatro em Sete Lagoas chega ao último fim de semana

De quinta a domingo desta semana chega ao fim a 44ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança em Sete Lagoas, pela primeira vez na cidade. Centenas de pessoas têm assistido aos espetáculos, todos de grupos sete-lagoanos, no auditório da Unifemm e Casa da Cultura. “O público tem atendido ao chamado e comparecido. É muito gratificante observar que o teatro é uma realidade em Sete Lagoas e que as pessoas estão gostando”, revela o coordenador da Campanha na cidade, o diretor teatral João Valadares.
Uma delas é psicóloga Vivianne Vasconcelos, que assistiu a “Amor”, da Preqaria Cia de Teatro. “Nos sentimos envoltos e tocados pelas diversas nuances e situações em que o amor se mostra presente em nossas vidas. Vou assistir a outras, inclusive levarei Natasha nas infantis. Quem ainda não foi está perdendo. Eu apoio e incentivo a arte de minha cidade”, comentou. A aposentada Vanessa Coutinho também elogiou a apresentação. “O espetáculo todo é uma grande obra. Sensibiliza e emociona a plateia de forma a envolve-la num contexto onde o tema extrapola os limites do palco. Parabéns a todos que fizeram desta noite uma noite mais que especial”, enalteceu.
Os ingressos estão à venda a preços populares (R$ 10 antecipado) pelo site www.vaaoteatromg.com.br, no Limão de Gravata e no posto de venda do Shopping Sete Lagoas. Em Sete Lagoas a Campanha conta com patrocínio de Cimento Nacional e apoios do Shopping Sete Lagoas, Limão de Gravata, Unifemm e Prefeitura de Sete Lagoas. A produção local é da Preqaria Cia de Teatro. Realização do Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc), Governo de Minas e Ministério da Cultura. Informações: (31) 3272-7487 e 98894-4243.
Confira os últimos espetáculos da Campanha e programe-se:
Espetáculo: Palhaços (Preqaria Cia de Teatro)
Quando: 1 de fevereiro, 20h
Local: Casa da Cultura
Sinopse: Espetáculo divertido e emocionante que traz ao público uma discussão social a respeito da vocação profissional. A linguagem popular se apropria da figura do palhaço para falar dos nossos sonhos esquecidos de infância, das concessões que o homem contemporâneo faz em detrimento dos seus desejos mais sinceros.
Classificação: Livre
Espetáculo: Nosso Estranho Amor (Preqaria Cia de Teatro)
Quando: 2 de fevereiro, 20h
Local: Casa da Cultura
Sinopse: O espetáculo mescla a linguagem da dança e do teatro para construir uma fábula contemporânea sobre um dos sentimentos primordiais do homem como ser social: o amor, o absurdo que há no amor entre um homem e uma mulher. A peça dirigida por Claudio Dias venceu o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz e tem na trilha sonora executada ao vivo (violão e Violino) com canções de Caetano Veloso.
Classificação: 12 anos
Espetáculo: Ciranda Sertaneja (Carroça Teatral)
Quando: 3 e 4 de fevereiro, 17h
Local: Auditório Unifemm
Sinopse: Ciranda Sertaneja retrata uma intriga sertaneja em torno do amor entre os personagens Coco Verde e Melancia. Jovens apaixonados que encontram, na ciranda amorosa, forças para enfrentar os desafios impostos pelo Coronel, pai da moça. O brilho do povo sertanejo nos encoraja na manutenção da alma, alimentando o imaginário popular, explicando o inexplicável e contrapondo toda e qualquer injustiça que, por hora, abala os seres.
Classificação: Livre
Espetáculo: As Alegres Comadres de Windsor (Preqaria Cia de Teatro)
Quando: 3 e 4 de fevereiro, 20h
Local: Auditório Unifemm
Sinopse: Comédia de Shakespeare com máscaras da Commedia Dell Arte onde o protagonista Falstaff tenta, ao mesmo tempo, seduzir duas mulheres casadas de Windsor. As alegres comadres se voltam contra o balofo fanfarrão que sob o engenho dessas nobres comadres e o ciúmes de seus maridos, Falstaff é enganado, tratado como roupa suja, espancado, espetado, ridicularizado e insultado para então surgir arrependido.
Classificação: Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *