CEREST realiza projeto “Cuidando do Trabalhador”

A Prefeitura de Sete Lagoas por meio do Centro de Referencia em Saúde do Trabalhador (CEREST) está realizando o projeto “Cuidando do Trabalhador” em consideração ao alto índice de adoecimento e queixas recorrentes dos trabalhadores da área de saúde.

O CEREST é responsável pela prevenção e promoção da saúde do trabalhador, e esse projeto tem como público alvo os profissionais de saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas. O objetivo é minimizar o adoecimento relacionado ao trabalho, melhorar a qualidade de vida e analisar dados de saúde aferidos e aceitação desses profissionais.

O projeto conta com ações realizadas por uma equipe multidisciplinar. Dentro de sua área, cada profissional do Cerest vem realizando abordagens com os servidores. Assim, os trabalhadores participam de rodas de conversas com a participação da psicóloga e da assistente social. O segundo passo, de acordo com a coordenadora do Cerest, Juliana Pires, é a realização de uma avaliação nutricional coletiva, que tem o intuito de apresentar aos envolvidos dicas de como melhorar os hábitos alimentares diários conciliando com a rotina de trabalho.

O projeto conta ainda com um médico do trabalho que, com o apoio de profissional da enfermagem, realiza uma avaliação clínica global, com anamnese e exame físico completo. Os trabalhadores também estão fazendo exames de rotina e, em seguida, voltam para uma segunda consulta de reavaliação.

Os cuidados envolvem, ainda a avaliação de uma fisioterapeuta, que vem desenvolvendo, junto aos Agentes Comunitários de Saúde, atividades corporais e orientações com relação à postura, a fim de proporcionar um maior desempenho e produtividade, além do bem estar dos funcionários públicos.

Por fim, os servidores recebem, da equipe de Segurança do trabalho, informações sobre a importância do uso de EPI’s no ambiente de trabalho e de redução de riscos ocupacionais.

As ações estão sendo desenvolvidas com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) dos ESF’s Dona Silvia, Barreiro, JK e Móvel e União. Ao fim desta primeira etapa, o projeto será estendido aos ESF’s Manoa, São Francisco, Nossa Senhora das Graças e Santa Cruz, dentre outras unidades e profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *