Com gestão responsável Câmara devolve R$ 1 milhão e contribui com pagamento do funcionalismo

A Mesa Diretora composta pelos vereadores Cláudio Caramelo (PRB presidente) Pr. Alcides (PP 1°vice-presidente), Marli de Luquinha (PSC 1° secretária), Renato Gomes (PV 2° vice-presidente) e Euro Andrade (PP 2° secretário) é uma das que mais economizou recurso público na história política de Sete Lagoas. A comprovação veio depois de a Câmara extinguir a verba indenizatória e devolver aos cofres do município, nesta sexta-feira (22), R$ 1 milhão. O valor foi destino integralmente ao pagamento do 13° salário dos servidores do Executivo.

 

O valor do cheque entregue ao prefeito Leone Maciel por vários vereadores aliado a economia estimada de R$ 900 mil anuais com o fim da verba indenizatória não impediu que vários avanços acontecessem ao longo de 2017. Um deles foi a retomada da obra do novo prédio da Câmara. “Foi um ano de muito trabalho, mas, acima de tudo, de muita responsabilidade com o trato da coisa pública”, disse o presidente Caramelo no ato de devolução do recurso.

 

Ainda na reunião que aconteceu na sede do Executivo Caramelo lembrou também que no meio do ano foi devolvido um veículo pela Câmara que atualmente presta serviços para a secretaria de Cultura. “Foi outra ação pensada para o bem do município já que o carro estava sendo subutilizado pela Câmara. Tudo o que a gente fez ao longo do ano foi com a intenção de contribuir com o desenvolvimento da cidade, não só com a nossa Casa”, disse o presidente.

 

Apesar dos vários objetivos alcançados no processo de modernização da gestão implantado em 2017, Caramelo adiantou os próximos desafios para o próximo ano. “O maior deles é inaugurar a sede própria do Legislativo e vamos também transferir a torre de transmissão da TV Câmara para o alto da Serra de Santa Helena”, comenta. Todo o processo burocrático para a mudança já foi concluído e a operacionalização vai começar em breve.

 

Sobre a devolução do recurso aos cofres do município o prefeito Leone Maciel não escondeu sua satisfação e afirmou que o valor será empenhado no pagamento do 13° salário dos servidores públicos municipais. “Não há subserviência do Legislativo com o Executivo e sim consciência para um trabalho em benefício da cidade. Não vamos fazer o que queremos e sim o que Sete Lagoas precisa”, disse o prefeito.

 

Mostrando a unidade da Câmara vários vereadores prestigiaram o ato simbólico de devolução do cheque. Estiveram presentes na reunião, Gilson Liboreiro (PSL), Gilberto Doceiro (PMDB), Rodrigo Braga (PV), Beto do Açougue (PSD), Fabrício Nascimento (PRB), Marli de Luquinha (PSC) e a vereadora Gislene (PSD).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *