EXPRESSAR E CIA JOVEM DE PARAOPEBA NO MAIOR FESTIVAL DE DANÇA DO MUNDO

O Expressar Dança e Pilates e a Cia Jovem de Paraopeba foram os dois grupos da microrregião

de Sete Lagoas selecionados para competirem no maior festival de dança do mundo. Em 32

anos, é a primeira vez que o grupo sete-lagoano é selecionado na categoria Meia Ponta, em

que participam crianças. O Expressar levará a Joinville (SC), em julho, meninas de oito a dez

anos de idade.

“De 26 escolas do país inteiro, apenas o Expressar foi selecionado para o festival Meia Ponta

na modalidade dança contemporânea. Estamos muito felizes com essa vitória. Mais uma vez,

vamos levar nossa região para competir em grande estilo e nossa expectativa é marcar pela

ousadia e criatividade", comemora Alan Keller, coreógrafo da Cia Jovem de Paraopeba.

Duas coreografias do Expressar e da Cia Jovem foram selecionadas. “De Cair o Queixo”, que já

foi premiada no nível avançado em vários concursos, e “A Receita do Samba”. “Eu estou muito

emocionada em levar crianças para o Festival. Essa semente vai ser plantada muito cedo.

Joinville é um marco para quem gosta de dança. Essas meninas vão respirar dança do

momento em que acordarem até a hora de dormir”, diz Jane Paulino, coreógrafa e diretora do

Expressar Dança e Pilates.

Mantido com o apoio de patrocinadores e promovido pelo Instituto Festival de Dança de

Joinville, o evento reúne mais de seis mil participantes diretos e atrai público superior a 200

mil pessoas em uma média de 170 horas de espetáculos, o que inclusive lhe valeu a citação

como o de Maior Festival de Dança do Mundo no Guinness Book desde 2005.

O FESTIVAL

O 35º Festival de Dança de Joinville ocorre entre os dias 18 a 29 de julho. É considerado o

maior evento de dança do mundo pelo livro dos recordes e promete agitar Joinville,

aquecendo a economia, alavancando o turismo e propagando a arte do movimento. A seleção

foi conduzida pela curadoria artística formada pelas especialistas em dança Ana Botafogo,

Mônica Mion e Thereza Rocha. Os números do festival revelam sua grandeza.

No total, são 256 coreografias para as noites e tardes competitivas e 1.498 para os Palcos

Abertos distribuídas nos diferentes gêneros. Para a Mostra Competitiva, que ocorre no palco

principal do Centreventos Cau Hansen, são 212 trabalhos de 11 estados brasileiros e um do

Distrito Federal. Uma coreografia do Paraguai também está entre as aprovadas totalizando

133 grupos selecionados. No Meia Ponta, são 44 coreografias de 36 grupos, de oito estados

brasileiros. Mais uma vez, o Festival teve número recorde de inscrições em 2017 com 3.226

coreografias, 6,8% a mais do que no ano anterior.

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Davidson Padrão

davidsonpadrao@gmail.com

(31) 98554 -1240

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *