João Batista Mares Guia mostra suas qualidades em Sete Lagoas e busca apoio para sua candidatura ao governo do estado.

O pré-candidato João Batista Mares Guia, da Rede Sustentabilidade esteve em Sete Lagoas nesta segunda feira e participou de entrevista na imprensa livre da cidade. Esteve também na Câmara de Vereadores em uma visita ao Presidente Cláudio Nascif (Caramelo), onde se apresentou como uma opção para as próximas eleições e pediu o apoio ao presidente da Câmara. Claudio Nascif tem convite para se filiar à rede desde 2016. Seu nome tem tido um grande respeito pelos responsáveis pelo partido em Minas Gerais, que vê no vereador um perfil ideal,  quem sabe até para disputar algum cargo mais expressivo na cidade. Atualmente, o representante do Rede em Sete Lagoas é Santiago que acompanhou João Batista durante todo tempo na cidade.

 

Na Rádio Eldorado, concedeu entrevista ao radialista Edvar Gamela que contou com perguntas dos ouvintes da emissora. João batista falou de seu histórico na vida pública, explicou foi sociólogo, consultor em educação pública básica acerca de 20 anos e ex-secretário de Estado da Educação (1995-1997). Foi o responsável pela universalização da matricula para ensino médio nos 853 municípios de Minas Gerais e que não tem nenhuma participação em sociedade da rede de ensino Pitágoras, disse que não tem envolvimento com as irregularidades na campanha de Eduardo Azeredo e que está preparado para enfrentar os problemas do estado e retirá-lo da crise.

 

 

 

Na TV Sete Lagoas, participou de gravação no programa Santiago Entrevista, que foi ao ar às 20:00 hs. João fez uma ótima apresentação de sua vida desde criança, falou de sua cidade natal, do bairro onde morou em sua infância e adolescência, lembrou de brincadeiras do período de estudante, da sua participação durante a ditadura, das diretas já e de sua entrada na política. Fez uma avaliação sobre as ultimas pesquisas de intenção de voto na campanha da presidência da república, onde disse acreditar que Marina Silva deverá ir para o segundo turno. Perguntado sobre promessas de candidatos durante as campanhas políticas e sobre o hospital regional de Sete Lagoas e disse que caso seja eleito, nos dois primeiros dois anos não terá verba para o término da obra e que não fará como os outros candidatos em colocar datas e prometer coisas impossíveis.

Clique abaixo para assistir:

 

Na Unifemm, João batista concedeu entrevista ao Programa Entrelinhas, com apresentação de Juninho Sinonô. Foi um momento muito rico, com participação de convidados especiais, do Reitor Antônio Bahia e de alunos da faculdade. O pré-candidato mostrou grande sabedoria sobre assuntos diversos e respondeu a todas as questões com maestria. Disse que durante sua vida pública adquiriu muito conhecimento, tanto como líder estudantil, deputado, secretário e conselheiro na área de educação. Contou a história da criação do Partido dos Trabalhadores, falou que Lula era tão seu amigo que dormia em sua casa quando estava em Minas Gerais, defendeu Fernando Henrique como um dos principais intelectuais do país e atribuiu a Dilma Rousseff a culpa pela crise econômica no país. João Batista mostrou muito conhecimento em economia e disse que a salvação do estado e do Brasil passam por uma reforma da previdência e fiscal e que irá usar de seu poder de articulação para convocar o Brasil para que isso aconteça. Perguntado por que votar em você, ele disse que essa é uma avaliação pessoal e que nessa eleição todos tem a chance e devem conhecer detalhes dos candidatos, sabendo qual sua história, quais os serviços prestados e quais os processos estão envolvidos. Assim, será fácil saber quem merecerá o voto.